Relatório da Colecta de Amostras de Água fornecida às Populações da Localidade de Topuito e dos Resultados das Análises Laboratoriais

  1. Introdução

O presente relatório, apresenta os principais resultados alcançados, tendo em conta os objectivos e  os níveis de resultados da actividade realizada pela Sold.Moz-ADS, de 2018,  em parceria com a DPS de Nampula. Para o sucesso da actividade, estiveram envolvidos, também alguns membros do Comité de Gestão de Recursos Naturais (CGRN) e Líderes Comunitários de Topuito.

De salientar que grande parte das fontes de água,  foram construídas com o apoio da KMAD (Kenmare), no âmbito do seu programa de responsabilidade social, constante do Plano Estratégico.

I.Resultados alcançados

  1. Do trabalho realizado no terreno resultou na recolha de amostras em Cinco (5,) fontes de águas, em quatro das nove comunidades previamente selecionadas, nomeadamente (Tipane 2 fontes, sendo 1 do sistema e outra de um poço tradicional, Topuito, Naholoco e Mutiticoma).
  2. Amostras de água colhidas foram submetidas ao Laboratório Provincial de Higiene de águas e alimentos de Nampula;
  3. Os Resultados da testagem foram entregues ao proponente (Sold.Moz-ADS);
  4. Foram partilhados os resultados com os principais actores interessados (DPS, Governo do Distrito de Larde/SDSMAS, Kenmare/KMAD, incluindo a Oxfam IBIS na qualidade de doador.

II. Conclusão

Das cinco (5) fontes analisadas, apenas duas (2) fontes das comunidades de Tipane (sistema) e Mutiticoma é que apresentam água potável e própria para o consumo humano. As restantes três (3), possuem águas impróprias para o consumo humano, devido à contaminação por bactérias coliformes fecais e totais (poço tradicional de Tipane); contaminação por bactérias coliformes fecais e totais, elevada concentração de ferro total, isto é, está 10 vezes acima do limite admissível e excessivamente ácida (fonte da comunidade de Topuito Sede); e por último a contaminação por bactérias coliformes totais e excessivamente ácidas (sistema de Naholoko). Os resultados apresentados em alguns   sistemas, concretamente de Naholoko, vem contrariar os resultados partilhados pela Kenmare, no passado dia 28.12.17, segundo  o precioso líquido fornecido neste sistema era própria para o consumo humano.

 III. Passos a Seguir

A Sold.Moz-ADS, dentro das suas capacidades orçamentais, teria projetado um encontro em Topuito ao nível e provincial para a apresentação e discussão dos resultados, com a participam todos actores e outras partes interessadas com vista a se encontrar as soluções do problema e contribuir para a defesa da saúde das populações de Topuito, uma vez que a situação em causa propicia a contaminação e proliferação de doenças diarreicas derivadas do consumo de água imprópria e outras doenças derivadas pela acumulação elevadas quantidades de sais.

Inconformada com estes resultados, a empresa Kenmare, encomendou mais um estudo de colecta das amostras de água, onde em termos quantitativos, foram colectadas em vinte duas fontes de abastecimento deste precioso líquido.

O trabalho foi efectuado por uma equipa multissetorial, envolvendo técnicos da Sold.Moz-ads, KMAD/KENMAR E CHAEM-DPS.

As análises laboratoriais foram feitas no laboratório da CHAEM na cidade de Nampula, e da KENMARE em Topuito. O resultado das duas equipas, foi o mesmo, entretanto, das 22 duas fontes colectadas, apenas cinco apresentavam água própria para o consumo humano e, a restantes encontram-se contaminadas.

Na sequência deste trabalho, houveram encontros tripartidos entre a Sold.Moz-ADS,kenmare e o Governo do distrito de Larde, onde definiu-se a necessidade de elaboração de um plano de seguimento, que culminou com o mapeamento das fontes com uma tinta, sinalizando das fontes com água própria e imprópria.

Por outro lado, de forma preliminar, definiu-se a necessidade de encerrar as fontes positivas e, através de sistemas de canalização, aproveitar as negativas e fazer a expensão para o resto dos bairros.

Entretanto, junto da KMAD, decorre um trabalho de sensibilização das comunidades em torno do estágio da qualidade da água e os respectivos métodos de tratamento, enquanto se discute o desfecho deste processo.

Apesar deste imbróglio, o governo do distrito anunciou para ano de 2019, no âmbito do seu Plano Econômico e Social (PESOD), a construção de treze (13) furos de água, três dos quais com financiamento da Kenmare, não exclamativamente para a localidade de Topuito, mas sim em todo o distrito de Larde. Para o efeito, o fundo já está disponível.

IV. Recomendações

Os resultados laboratoriais, mostram uma evidência grave de violação de Direitos Humanos. Ou seja, a Sold.Moz-ADS, recomendou e continua a persuadir a multinacional Kenmare/KMAD para dentro do seu plano de responsabilidade social de 2019/21, encontrar formas de assegurar o fornecimento de água potável às populações daquela Localidade, com padrões aceites e divulgados pelos Ministérios da Saúde e das Obras Públicas, Habitação e Recursos Hídricos.

Por outro lado, a Sold.Moz-ADS, é de opinião que a Kenmare/KMAD encontre formas de contratar uma empresa que poderá assegura na manutenção dos tanques/sistemas  de armazenamento e distribuição de água que abastece a população local, e o respectivo tratamento seguindo os padrões recomendáveis pela OMS.o

Especificamente para o bairro de Tipane, a Kenmare/KMAD, deve garantir a distribuição de água às  populações que ainda não beneficiam de água do sistema ora construído por via de expansão, ou mesmo assegurar o tratamento da água dos poços tradicionais através de fornecimento de cloro ou certeza.

Formação continua dos Comités Locais de Gestão de Água, a respectiva sensibilização as comunidades no que tange ao tratamento do precioso líquido.  (x)