Áreas de Conservação

Moçambique é um país rico em recursos naturais. De uma área total de 780.000 km², 620.000 km² estão cobertos de vegetação, dos quais 87.000 km² localizam-se em zonas protegidas (11.1%). De acordo com estimativas, o país alberga mais de 5.500 espécies de plantas, 220 mamíferos e 690 aves. Vinte e quatro rios desaguam no Oceano Indico através da linha de costa de 2700 km de comprimento, cada um sustentando mangais bem estabelecidos.
A Lei 10/99 de 7 de Julho – Lei de Florestas e Fauna Bravia estabelece os princípios respeitantes à criação de áreas protegidas e a utilização e gestão de recursos florestais e faunísticos. É de relevância para o actual Plano Estratégico, o disposto no Artigo 13 o qual determina a necessidade de protecção de zonas de uso e de valor histórico e cultural das comunidades locais.
A Solidariedade Moçambique [Sold. Moz-ADS] acredita que o engajamento no aprimoramento da base regulatória constitui factor chave para assegurar a sustentabilidade das áreas de conservação devido a contribuição ambiental e benefícios económicos significativos ao país como um todo e as pessoas que vivem quer dentro quer próximo destas áreas.